Top

Teste a sua preparação

viver corrida3 - Teste a sua preparação

Teste a sua preparação

Toda a actividade depende da capacidade do coração em fazer a circulação do sangue por todo o corpo, sangue esse que transporta oxigénio: mas o próprio coração depende de outros músculos que o ajudam a bombear o sangue venoso, que é filtrado das impurezas e revitalizado com oxigénio. Portanto, aqueles devem também estar em forma.

Músculos fortes não significam protuberâncias visíveis: significam, sim a capacidade de transportar malas pesadas facilmente ou lidar com emergências domésticas; significam também uma forma elegante e firme, que não se consegue só com dieta. Faça o teste rápido de preparação que se apresenta na página seguinte e veja se o vigor dos seus braços, cintura e pernas está em condições para o dia-a-dia. O teste mostrar-lhe-á não só o seu presente estado de preparação, como também lhe indicará as áreas onde precisa de aperfeiçoar. Quanto piores os resultados, mais devagar deve começar. Fixe-os e repita o teste daqui a três meses: se houver adoptado o exercício de rotina certo, então notará a diferença.

Correr no mesmo sítio testa não só os músculos das pernas mas também o coração e os pulmões: portanto se tiver dúvidas quanto a estes últimos e não fez nenhum exame médico recente, experimente este exercício. Com os braços pendendo ao lado do tronco, levante alternadamente os joelhos.
Para começar, faça-o durante dois minutos Quanto maior for a amplitude do gesto, mais preparado está. Se ficar ofegante e lhe doer o peito, se sentir tonturas ou má disposição, pare imediatamente. Um teste idêntico, exigindo um pouco menos de esforço é suba e desça durante um minuto com a perna esquerda; depois com a direita.

Para testar os seus músculos abdominais, deite-se de costas com as pernas esticadas e os braços cruzados sobre o peito. Procure levantar as costas, curvando-se suavemente a partir do chão levantando a cabeça em primeiro lugar. Não procure manter as costas direitas. Sempre para cima uma vez após outra, está em boa forma: fica a meio caminho, é a média; mal se afasta do chão…?

Qual a sua flexibilidade? Sente-se no chão com as pernas esticadas. Procure tocar nos dedos dos pés não force os músculos. Vá só até onde se sentir confortável e agarre as pernas. Se chega com as mãos aos pés (ai, isso é bom; se chega aos calcanhares, nada mal; se só consegue agarrar entre o tornozelo e o joelho, isso não é nada bom.

Teste a força dos seus braços, ombros e músculos peitorais fazendo pressão sobre uma mesa Com o corpo direito e os pés ligeiramente afastados, apoie ambas as mãos numa mesa ou noutra superfície horizontal firme, afastando-se confortavelmente dela.

Mantenha o corpo direito, dobre os braços, de maneira a o tronco vir tocar na mesa. Endireite novamente os braços. De uma a cinco pressões é fraco, de cinco a dez é bom. Mais de dez ainda pode melhorar.

No Comments

Post a Comment