Top

Tensão Arterial Elevada (Hipertensão)

images 24 - Tensão Arterial Elevada (Hipertensão)

Tensão Arterial Elevada (Hipertensão)

Podemos medir a força com que o coração tem de bater para fazer circular o sangue através do corpo. A pressão sistólica normal do sangue (quando o coração está a bombear) deverá ser cerca de 120 mm de mercúrio, medida no antebraço: a pressão diastólica normal do sangue (quando o coração está em repouso) é de cerca de 80 mm. Representam-se como 120/80. O segundo número, é na realidade, o mais preocupante. Se a pressão diastólica ultrapassa muito os 90, há muito mais hipóteses de o paciente morrer de falha ou insuficiência renal ou de uma doença como a arteriosclerose, do que se a tensão for inferior. (A pressão sistóliea não é muito significativa, porque pode subir em consequência de um esforço ou de uma emoção). O mais preocupante no que se refere à tensão arterial elevada é o facto de a podermos ter sem o saber: as pessoas não se sentem necessariamente mal quando a tensão está alta. A tendência para a tensão arterial alta é herdada, em parte, pelo que se soubermos que a nossa família a tem, há muito mais probabilidades de a termos também, convindo medi-la regularmente. Embora seja considerado normal na América do Norte e Europa que a tensão arterial aumente com a idade, em muitos países cm desenvolvimento isto é muito menos vulgar. A alimentação ou o estilo de vida poderão ser a chave desta discrepância.

A restrição da quantidade de sódio (e portanto de sal) nos alimentos ajuda os pacientes que já sofrem de elevada tensão arterial, e pensa-se que a absorção de grande quantidade de sal encoraja a subida da tensão arterial. Um estudo feito na Austrália sugeria que se as pessoas reduzissem para metade a quantidade de sal ingerido (que é geralmente 5 a 18 g por dia) a actual epidemia de tensão arterial elevada na Austrália seria detida. Diminua a quantidade de alimentos com elevado teor de sal e aplique menos sal na confecção dos alimento na mesa.

No Comments

Post a Comment