Top

Que quantidade de fibras ingere?

aveia1 - Que quantidade de fibras ingere?

Que quantidade de fibras ingere?

À medida que os povos se tornam mais prósperos, têm tendência para ingerir mais carne e produtos animais e menos alimentos amiláceos em quantidade, como o pão e as batatas. Na Inglaterra e nos EUA, por exemplo, o consumo de fibras provenientes da farinha diminuiu extraordinariamente nos últimos 100 anos, tanto por se comerem menos pão e farinha, como porque a farinha que ingerimos contém menos fibras. Esta diminuição de ingestão de fibras de cercais foi equilibrada, até certo ponto, por um aumento da quantidade de fibras proporcionadas pela fruta e pelos legumes; e, embora a ingestão típica de fibras de um norte-americano ou europeu actual seja apenas uma fracção do que era há um século, ainda se não conhecem os efeitos completos desta modificação do tipo de fibras. Entre os europeus, os Ingleses comem menos fibras que os Jugoslavos, os Alemães, os Suecos e os Irlandeses. Também ingerem menos fibras que os habitantes de muitos países africanos (menos de metade) e da índia e América do Norte. Existem variações geográficas dentro dos países, também, e tremendas variações entre as próprias pessoas.

• Tome o pequeno-almoço,  especialmente cereais integrais e tostas de farinha integral (trigo integral). Faça o seu próprio muesli em flocos de aveia, fruta fresca e/ou seca, nozes e germe de trigo (assim ingerirá menos açúcar do que se utilizar a maior parte dos tipos de muesli à venda).

• Coma arroz integral e massas integrais (de trigo integral) e deixe ficar a pele das batatas (a menos que sejam verdes).

• Coma pão e tostas de farinha integral (de trigo integral).

• Não deite fora as folhas exteriores dos legumes constituem uma fonte de fibras mais rica que as interiores. Corte-as em pequenos pedaços e junte-as a sopas e guisados.

• Coma mais legumes (lentilhas, feijões e ervilhas)  junte-as a sopas e guisados.

• Utilize farinha integral (de trigo integral) ou uma parte ao cozinhar.

No Comments

Post a Comment