Top

O mundo que se idealiza «versus» à realidade

stress gray hair 1 - O mundo que se idealiza «versus» à realidade

O mundo que se idealiza «versus» à realidade

Se existe uma harmonia profunda entre o mundo tal como é e o mundo como você entende que devia ser o stress está ausente. Se há grandes e convulsas diferenças entre a realidade e o que idealiza, então o stress está presente e várias reacções são possíveis. Pode haver uma ligeira irritação. Por exemplo: está à espera dum comboio e o comboio está atrasado; a sua reacção e a de que não devia estar. Na realidade apreendida, o comboio está atrasado: na realidade idealizada os comboios devem chegar sempre a horas: a sua irritação deriva de a realidade ficar aquém do que idealizou. Quanto menos possibilidades houver de atenuar as consequências, mais forte será a sua reacção. Se não puder fazer nada e a demora significar a perda dum encontro importante, a quantidade de stress criada pode ser extremamente alta. Se não houver oportunidade de libertar essas emoções reprimidas, as consequências serão nocivas. Se, no entanto, puder telefonar e explicar as razões do seu atraso, reduzirá o stress. Se puder recorrer a outro transporte e até chegar a horas, então, embora contrariado, o stress desaparecerá.

A solução para evitar o efeito nocivo é reconhecer se pode ou não fazer alguma coisa para resolver a situação e, em caso de poder, fazê-la, caso não possa, aceitar a realidade.

No Comments

Post a Comment