Top

Mente e Corpo

sono - Mente e Corpo

Mente e Corpo

Nas sociedades industrializadas, há uma série grande de factores que agem contra o esquema de sono exigido pela natureza. Acordamos e levantamo-nos condicionados por horários estabelecidos por necessidades que não são as do nosso corpo. O ciclo do sono nem sempre se completa. Se há factores de stress adicionais dias de trabalho complicados, relações difíceis, ansiedades financeiras, etc, o quadro começa por ser ominoso. Se a isso juntarmos a tendência muito comum de petiscar comida de escasso valor nutritivo em snacks à hora das refeições, pouca prática de exercício físico e muitas fugas ao padrão natural de sono, ficando a pé até altas horas, este tipo de stress conduzirá rapidamente às insónias.

O sono começa com um estádio de fronteira entre o estar acordado e o dormir. O espírito vagueia e a faculdade do conhecimento fica embotada: a tensão muscular abranda. As funções orgânicas baixam e o sono vai-se tornando mais profundo. Segue-se uma fase mais leve com sonhos, em que os olhos fechados se agitam muito, daí a designação MRO movimento rápido dos olhos dada a esta fase. Nesta fase também os dedos das mãos e dos pés se contraem. O ciclo completo, desde adormecer até ao fim da primeira fase de sonhos, dura menos de 2 horas. Uma noite de sono média comporta 4 a 5 ciclos, predominando no primeiro, a fase de sono profundo, cuja duração decresce de ciclo para ciclo e no último, a fase de sonhos, cuja função aumenta de ciclo para ciclo.

No Comments

Post a Comment