Top

Funcionamento

princ rm photo of man getting biofeedback - Funcionamento

Funcionamento

Como o nome sugere, baseia-se no fornecimento de informações, através de meios visuais ou sonoros, relativas a processos que ocorrem no nosso corpo fora do controle da nossa vontade consciente. A técnica baseia-se essencialmente na utilização pela pessoa dum equipamento de biofeedback, através do qual a pessoa sabe, por tentativa, erro e repetição, o que a mente tem de fazer para controlar uma determinada função fisiológica. Com esse equipamento pode-se controlar o ritmo do coração, a pressão arterial, a actividade das glândulas sudoríferas (que aumenta na proporção em que cresce a ansiedade) e as tensões musculares e os tipos de ritmos cerebrais.

É fácil obter um equipamento de biofeedback para utilizar em casa, mas saliente-se que não se deve recorrer ao método biofeedback sem a assistência de um especialista, nos casos em que é utilizado para melhorar um problema de saúde. Para efeitos de relaxamento, os dados até agora obtidos sugerem que a melhor maneira de usar o biofeedback é em conjugação com a meditação ou com as técnicas de relaxamento. Também não é certo que os efeitos a longo prazo possam fazer sentir-se na vida diária sem a ajuda do equipamento, nem há a certeza de se atingir o relaxamento geral pelo controle de um único sintoma de stress como por exemplo, pressão sanguínea elevada.

Este aparelho mede quer a tensão muscular quer os impulsos eléctricos do cérebro: uma e outros são sintonizados premindo-se a tecla de ligação aos ritmos do cérebro e tensão dos músculos. Os sensores, colocados algures na superfície da pele captam os pequenos sinais eléctricos provocados pela actividade muscular, permitindo à pessoa controlar a tensão fisiológica. Medem-se os ritmos do cérebro através de dois sensores colocados atrás cada ouvido (um por ouvido) e um terceiro na parte anterior da cabeça: a leitura obtida reporta-se à parte do cérebro sintonizada pelo botão de controle.

O selector da frequência das ondas cerebrais mede cada um dos ritmos do cérebro: alfa a frequência do despertar descontraído; beta, a frequência do despertar activo; testa o ritmo de sonhar; e delta, as ondas do sono profundo, sem sonhos. A informação dos efeitos muscular e cerebral pode ser avaliada pela leitura na escala do mostrador ou pela audição de um sinal sonoro transmitido por um auscultador. A tensão muscular é normalmente medida por uma tonalidade crescente, as ondas cerebrais do tipo alfa através da existência ou não de sinal sonoro. Em ambos os casos, regula-se a sensibilidade do aparelho, o nível a que começa a efectuar-se a medição.

No Comments

Post a Comment